---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Turismo
Siderópolis é oficialmente integrado no Mapa do Turismo Brasileiro

Publicado em 04/10/2019 às 15:36 - Atualizado em 09/10/2019 às 14:42

Munícipio também recebeu o selo que facilita recursos na área do turismo

 

O vice prefeito de Siderópolis, Xande Feltrin e o Gestor de Turismo, Dirlei Bortoluzzi, o Dido, estiveram em Brasília para receber, formalmente, o certificado que integra oficialmente Siderópolis no Mapa do Turismo Brasileiro. Durante o ato também receberam das mãos Coordenadora Geral de Planejamento Territorial do Ministério do Turismo, senhora Elizabeth Batista, o Selo Prodetur + Turismo que facilita e beneficia a execução de projetos e parcerias voltados na área do turismo.

 

Agora a cidade faz parte do rol de destinos brasileiros que trabalham o turismo como política de desenvolvimento econômico e geração de empregos e renda. “É uma grande conquista para o turismo de Siderópolis, percebemos que todo trabalho que foi feito gerou resultados, agora é só dar continuidade e fomentar ainda mais o turismo no município”, destacou o vice prefeito.

 

O Mapa

 

O Mapa do Turismo é um instrumento que define o recorte territorial a ser trabalhado prioritariamente pelo ministério, incluindo ações de infraestrutura turística, qualificação profissional e promoção dos destinos, observando características peculiares de demanda e vocação turística de cada município.
“Sabemos que nosso turismo está crescendo e se desenvolvendo e esse certificado veio para somar. Agradecemos imensamente os envolvidos e dedicamos essa conquista para toda população que divulga e visita nossos pontos turísticos e dissemina a informação, trazendo cada vez mais visitantes e apreciadores de nossas belezas naturais”, pontuou o Dido.

 

Categoria

 

Entre os benefícios do Mapa do Turismo está a categorização dos municípios turísticos, que vai de “A” a “E”. Essa classificação é um instrumento de acompanhamento do desempenho das economias turísticas locais. Além disso, ele subsidia a priorização de investimentos por programas do Ministério do Turismo, incluindo ações de infraestrutura turística, qualificação profissional e promoção dos destinos, observando características peculiares de demanda e vocação turística. Siderópolis entrou na categoria “D”.